<< Voltar
 07/11/2018 18:58 - IR Contabilidade - PIS/COFINS
No caso de uma indústria madeireira (Lucro Real) que adquire combustível usado em caminhões para o transporte da mercadoria e também para o uso em empilhadeiras dentro do estabelecimento. (Art. 3, II Lei 10833/03).

Minha dúvida reside na questão de que o transporte das mercadorias não se enquadra no "processo de fabricação", mas no caso do uso dentro do estabelecimento para transporte e manejo da matéria-prima, creio que há possibilidade de crédito.


Sim, o fato tratar-se de empresa industrial, no caso, uma madeireira, tributada sob o regime do Lucro Real, existe permissão e previsão no sentido de incluir na base dos créditos a deduzir das contribuições “não-cumulativas” devidas ao PIS e COFINS em relação aos gastos com combustíveis, tanto consumidos no transporte de produtos da empresa, bem como em relação ao consumido nas empilhadeiras.

Base legal: Lei nº 10.833/2003, art. 3º, II.




Outras perguntas sobre PIS/COFINS

Veja todas perguntas sobre PIS/COFINS >>








LEFISC - Legislação fiscal